Notícias ACIC

Notícias, informações e conteúdo que esclarece e forma opinião.

03.05.2018 - Imprensa

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa é lembrado em Caçador com palestras

Dia Mundial da Liberdade de Imprensa é lembrado em Caçador com palestras

O Núcleo de Comunicação da ACIC em parceria com a Missão Diplomática dos Estados Unidos promoveu nesta quinta-feira (03), uma série de ações para marcar o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. Os eventos abordaram o tema anunciado pela Organização das Nações Unidas (ONU), com relação a Educação, Ciência e Cultura: “Manter o poder em cheque: mídia, justiça e o estado de direito”.

As ações foram desenvolvidas nos colégios Dom Orlando Dotti e Irmão Léo com palestras com o tema: “Fake News” direcionadas para alunos do Ensino Médio. A ação nas escolas teve o objetivo de conscientizar os jovens sobre o que é seguro compartilhar nas redes sociais.  Cerca de 100 jovens participaram das palestras.

À noite, o evento encerrou com a palestra ministrada pelo advogado Osmar Antônio do Valle Ransolin, especialista em Direito Material e Processual Civil, com o tema “Liberdade de Imprensa”.

A coordenadora do Núcleo de Comunicação da Acic, Angela Cardoso, avalia positivamente o evento e explica os trabalhos desenvolvidos. "Esta foi a primeira ação do Núcleo de Comunicação da ACIC e a avaliação é a melhor possível. Somos gratos em estar próximos da comunidade, compartilhando o nosso conhecimento já que reunimos no grupo, pessoas com grande experiência em diversas áreas da comunicação. E começamos muito bem, conversando com os jovens sobre esta epidemia de notícias falsas, as chamadas fake news que rondam as redes sociais e ainda deixamos o alerta para eles evitarem a exposição excessiva nas redes sociais. A internet é uma ferramenta fantástica mas é preciso ter responsabilidade. Agradecemos também ao nosso palestrante da noite que esclareceu muitos pontos referente a atuação da imprensa e a legislação. Agradeço ainda todos os integrantes do Núcleo pelo apoio", afirma.

O palestrante que encerrou o evento destacou questões básicas ligadas a legislação de liberdade de expressão e imprensa. “A minha liberdade termina quando a liberdade do outro começa e a legislação tem conceitos que reafirmam isso. Todo jornalista é repórter, mas nem todo o repórter é jornalista. Qualquer pessoa pode escrever um livro, mas quando se propõe a divulgar fatos ela precisa se responsabilizar e responder pelo que está divulgando. E isso se aprende com a formação acadêmica. Porém, no Brasil ainda se discute a discussão da regulamentação da atividade”, destaca.

Osmar alerta ainda para a certeza de que os fatos a serem divulgados são verdadeiros. “Liberdade de informação jornalistica sígnica dizer que se pode divulgar tudo que eu quiser contanto que eu tenha base para dizer que é verdade. Isso é importante para que se acionado judicialmente tenha como provar a veracidade dos fatos”, destaca Osmar.

O World Press Freedom Day, Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, foi criado pela UNESCO no ano de 1993.